Como tratar hipoglicemia severa no diabetes tipo 1

Todos sabemos como tratar hipoglicemia: oferecendo carboidratos. Porém, na hipoglicemia severa, a pessoa pode ficar semi-consciente ou até mesmo inconsciente! Nesses casos, o glucagon é a melhor alternativa de tratamento. Portanto, é importante você conseguir identificar o que é uma hipoglicemia severa. As diretrizes da SBD consideram a seguinte classificação de hipoglicemia:

  • Nível 1: glicemia ente 70mg/dL e 54 mg/dL
  • Nível 2: hipoglicemia clinicamente significativa, < 54 mg/dL, com aparecimento de sintomas como dificuldade de concentração, confusão mental, alteração na visão, tonturas
  • Nível 3: hipoglicemia severa, associada a prejuízo cognitivo e/ou físico que necessite da ajuda de terceiros, podendo ficar inconsciente

Até o nível 2 de hipoglicemia, o tratamento segue aquele protocolo de oferecer carboidratos de rápida absorção. Porém, em emergências, em que o DM1 está inconsciente, devemos evitar colocar qualquer tipo de líquido ou alimento em sua boca, devido ao perigo de aspiração para o pulmão. E é aí que entra o glucagon!

O que é o glucagon?

Além de ser um hormônio produzido naturalmente pelo nosso corpo, o glucagon é uma ferramenta importante para momentos de hipoglicemia severa em diabéticos. Ao ser injetado, ele estimula a liberação de glicose pelo músculo e pelo fígado, elevando a glicose sanguínea (efeito contrário ao da insulina).

O glucagon entra é comercializado aqui no Brasil como um pó que deve ser diluído e injetado sob a pele ou intramuscular, para que que a glicemia aumente de forma rápida. Porém, hoje em dia, é muito raro que o diabético experimente uma hipoglicemia tão severa a ponto de ficar inconsciente, não é mesmo? E é por isso que a maioria dos diabéticos que você conhece nunca precisou utilizar glucagon para reverter a situação.

Mas vou deixar aqui uma dica importantíssima:
Você não precisa chegar à inconsciência para que utilize o glucagon! Qualquer hipoglicemia severa que te deixe disfuncional física ou mentalmente, é indicação para seu uso. E é extremamente importante que pessoas em contato próximo (parentes, amigos, professores, colegas de trabalho) saibam o que vou listar a seguir:

  • Como utilizar o glucagon e onde ele se encontra;⠀
  • Em que situações utilizá-lo
  • Que você deve ser virado de lado em momentos de inconsciências, para prevenir sufocamento
  • Para lhe darem açúcar ou alimentos açucarados assim que você puder ingeri-los

Como usar o glucagon?

Hoje, no Brasil, temos só uma apresentação comercial do Glucagon cujo nome comercial é Glucagen®, fabricado pelo laboratório NovoNordisk, que é esse da imagem abaixo! O kit contém um frasco com glucagon em pó e uma seringa com água estéril.

Passo-a-passo:

  1. Retire o lacre

    Com o polegar, retire a tampa laranja do frasco.

  2. Destampe a seringa

    Pegue a seringa contendo água esterilizada e segure-a com uma mão. Com a outra mão, retire a proteção da agulha.

  3. Insira a agulha no frasco

    Segure o frasco contendo o glucagon em pó com uma mão. Com a outra, empurre a agulha da seringa através da borracha da tampa.

  4. Insira a água da seringa no frasco

    Com a agulha ainda inserida no frasco, vire cuidadosamente os dois juntos. Empurre lentamente o êmbolo até que a seringa esteja vazia

  5. Dissolva bem

    Segure com firmeza o frasco e a seringa em uma das mãos e agite suavemente até que o pó esteja completamente dissolvido.

  6. Aspire de volta para a seringa

    Com a agulha ainda inserida no frasco, vire-os de cabeça para baixo. Puxe o êmbolo devagar, sem tirar a agulha do frasco, e puxe todo o líquido de volta para a seringa.

  7. Retire as bolhas de ar

    Ainda com a agulha dentro do frasco, verifique se há bolhas de ar e bata na seringa até que elas subam para o topo. Empurre lentamente o êmbolo para mover apenas as bolhas de volta para o frasco.

  8. Dose correta

    Se necessário, empurre o êmbolo até a marca na seringa que indique a dose correta. O fabricante recomenda 1 mL para adultos e crianças com mais de 40 Kg e 0,5 mL para crianças com menos de 40 Kg. Poré a dose deve ser ajustada corretamente pelo médico.

  9. Escolha o local da injeção

    Os locais mais comuns são a parte superior do braço, as coxas ou as nádegas.

  10. Faça a injeção

    Com uma das mãos aperte a pele no local da injeção, fazendo uma “prega”. Com a outra mão, insira a agulha na pele e empurre o êmbolo para baixo até que a seringa esteja vazia.

Simples, não é? Mas na hora do desespero, o simples se torna difícil. Mas tente manter a calma pois seu docinho precisa muito de você neste momento.

ATENÇÃO: o GlugaGen deve ser mantido dentro da sua embalagem original para ser protegido da luz. Atenção também ao prazo de validade do seu kit.

REFERÊNCIAS:

  • Diretrizes SBD 2019-2020
  • https://www.glucagenhypokitpro.com/
  • https://www.novonordisk.com.br/content/dam/brazil/affiliate/www-novonordisk-br/patients/Bulas-pacientes/GlucaGen%20Hypokit%20-%20Bula%20Paciente.pdf

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Christine Rolke

Christine Rolke

Sou mãe de 3 meninas lindas. Quando minha segunda filha, Livia fez 13 meses de idade ela foi diagnosticada com diabetes mellitus tipo 1. Isso fez com que minha vida mudasse e trouxe muitas dificuldades que me fizeram estudar a fundo a DM1.

Ajude a espalhar essa mensagem por ai:

Share on telegram
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on pinterest
Share on twitter
Share on linkedin
Open chat
Fale comigo